Participantes da reunião do Grupo de Trabalho Socioambiental

No último final de semana, 2 e 3 de setembro, foi realizada mais uma reunião do Grupo de Trabalho (GT) do Eixo Socioambiental do Programa MAGIS Brasil. O encontro aconteceu no Centro MAGIS Amazônia, em Belém (PA), e contou com a participação de jovens colaboradores/as e parceiros/as de diversas regiões do Brasil.

Em sintonia com a proposta de trabalho do Eixo Socioambiental do MAGIS Brasil, a reunião teve o objetivo de iniciar a produção de materiais impressos e audiovisuais sobre temas relacionados a juventude e os desafios socioambientais de nossa sociedade. Frutos concretos do trabalho de dois anos de articulação, formação e incidência do GT, os subsídios que agora estão em produção serão instrumentos para trabalhos de base junto às juventudes brasileiras.

‘’Diante dos desafios socioambientais latentes em nossa sociedade, que caminha de maneira desintegrada com relação ao cuidado de nossa ‘Casa Comum’, realizar um trabalho intensivo de estudo, pesquisa, debate e troca de saberes por meio de um grupo composto por jovens lideranças, colaboradores e jesuítas é de extrema relevância para o nosso cenário atual’’, afirmou Pe. Edson Tomé, SJ, diretor do Centro MAGIS Amazônia e coordenador dos trabalhos do Eixo Socioambiental.

Em meio aos grupos de discussão, produção textual e gravações de depoimentos em vídeo, a jovem Krícia Fernandes (29), paranaense integrante da Comunidade de Vida Cristã (CVX) e participante do Espaço MAGIS de Curitiba (PR), partilhou estar entusiasmada com sua participação no GT. ‘’Ter a possibilidade de conviver com pessoas diferentes e com experiências de vidas distintas, em uma região do país que nunca havia pisado, me trouxe bastante esperança. Contribuir para a construção de projetos de incidência socioambiental deve ser, de fato, uma de nossas prioridades enquanto juventude cristã que se reúne e se articula’’, finaliza Krícia.

Para Vitor Oeiras (26), jovem de Belém (PA) que participa e colabora no Centro MAGIS Amazônia, presenciar a representação de cinco estados diferentes de nosso país na reunião foi bastante motivador. Segundo Oeiras, ‘’o encontro do último final de semana já apresenta como fruto concreto a integração e colaboração fraterna entre os participantes em torno desse projeto comum’’. E continua: ‘’os materiais que serão produzidos, as ideias que brotaram de nossos momentos de estudo, oração e discussão, me entusiasmaram para seguir buscando promover transformações socioambientais positivas em nosso meio’’.

No último mês de junho, o GT lançou publicamente a Carta Orientadora do Eixo Socioambiental. O documento apresenta como o Grupo de Trabalho se organiza e suas orientações norteadoras para as ações realizadas e as que serão desenvolvidas. Para se aprofundar na temática, confira a Carta clicando aqui.

Cuidado. Serviço. Missão. Essas e outras palavras nortearam as ações do GT Socioambiental neste final de semana na capital paraense. Apesar do cenário sociopolítico de nosso país apresentar diversos e complexos desafios, o  sentimento presente nos participantes permanece sendo a esperança e a motivação para ‘cuidar’ de nossas relações com as florestas, com os povos tradicionais e originários, com as águas e com os ambientes urbanos.


Texto: Bruno Alface e Camila Queiroz | Colaboração e informações: Centro MAGIS Amazônia/GT Socioambiental

Compartilhar.

Deixe uma resposta