O Encontro promovido pelo Centro MAGIS Burnier teve em sua segunda edição a responsabilidade de discutir o tema “Ver Jesus jovem, negro, encarcerado e periférico”

Ronnaldh Oliveira via MAGIS BRASIL

A Companhia de Jesus ao longo da história assumiu como carisma a luta pela dignidade dos povos, sobretudo dos mais pobres e fragilizados. Tais preferências fazem da Ordem fundada por Santo Inácio de Loyola, ser presente nas periferias territoriais e existenciais. A Rede Inaciana de Juventude, de modo concreto por meio do Centro MAGIS Burnier, localizado em Brasília/DF capital do país, entendendo que a dignidade social passa pela fé e política, oportunizou a cerca de 35 jovens dos mais variados Estados do Brasil a vivência da II Edição do EncarNação entre os dias 24 e 28 de janeiro de 2024.

Embasado na Segunda Semana dos Exercícios Espirituais de Santo Inácio de Loyola, quando a “Trindade contempla a Terra e envia o Filho encarnado para o meio de nós”, os jovens foram convidados a olhar as realidades latentes do Brasil, sobretudo no que tange a própria vivência negra, encarcerada e periférica.

A programação contou com rodas de conversas, visita do Quilombo Mesquita e a maior “favela” do Brasil, no Sol Nascente, ambos no Distrito Federal. Os presentes também fizeram experiências de convivências, partilhas, reflexões e orações.

Presença da Ministra do Meio Ambiente

A primeira roda de conversa intitulada “Jovens, vocação e política: o que tem a ver?” contou com a presença da Ministra do Meio Ambiente e Mudanças Climáticas, Marina Silva. De forma próxima, rompendo protocolos a ministra contou experiências pessoais, permeando sua trajetória no ambiente político. “É preciso ter amor, entendendo essa caminhada como serviço aos demais. Política é serviço aos outros. Isso me faz permanecer”, enfatizou Marina, respondendo a uma das perguntas.

Ainda nesta mesma roda de conversa participaram a socióloga e assessora parlamentar Kátia Abreu, o Coordenador Geral do Ministério da Justiça Raphael Costa, o Presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Leandro Grass e do Deputado distrital Max Maciel.

Após a mesa que durou cerca de três horas, a ministra e a demais convidados tiraram fotos e atenderam a questionamentos pessoais dos jovens presentes.

Juventude Negra e Encarcerada

A segunda roda de conversa ao discutir o tema “Juventude Negra e Encarcerada”, trouxe como facilitadores a Coordenadora Regional da Conferência dos Religiosos do Brasil em Brasília, Ir. Sueli Bellato, CSA, a poeta Marginal e assessora parlamentar, Sarah Benedita, o coordenador financeiro da Associação Nacional dos Quilombos para Cooperação, Carlos Henrique Carvalho e a agente da Pastoral Carcerária Luciene Marques.

O momento ainda contou com o testemunho de um jovem egresso do Sistema Penitenciário de Brasília/DF.

Olhar para a exclusão

A última roda de conversa da II Edição do EncarNação contou com o tema “Juventudes e periferias”, tendo a presença da Coordenadora-Geral de Articulação Social na Secretária Nacional de Juventude da Presidência da República, Bruna Paola, da co-fundadora da “Roda das Minas” Isabelle Ribeiro, do fundador e presidente do Coletivo ELAFAV, Francisco Silva, da militante do Levante Popular Ângela Amaral e da Professora do Departamento de Serviço Social da Universidade de Brasília Hayeska Costa.

“Foi um momento de crescimento que me oportunizou olhar realidades não só nacionais, mas também recordar das realidades que estão lá na cidade onde moro. Olhar e me comprometer com elas. O EncarNação me ajuda a sair do comodismo, me coloca na esteira do serviço”, diz o geógrafo Gustavo Xavier do Rio de Janeiro que participa pela segunda vez do Encontro.

A Programação contou conferências acerca da espiritualidade inaciana a partir da contemplação da Encarnação, ministrada pelo membro da Equipe do Serviço Jesuíta de Migrantes e Refugiados, padre Jerfferson Amorin, SJ e sobre as dinâmicas dos poderes da República com o membro da equipe coordenadora do Centro Cultural de Brasília, padre Álvaro Pimentel, SJ.

O Encontro EncarNação se torna um compromisso na Rede Inaciana de Juventude como espaço de discussão e conscientização da relação concreta entre Fé e Política a partir das realidades juvenis em todo o Brasil.

Confira algumas imagens do evento:

Compartilhar.

Deixe uma resposta