Cinco jovens dos mais variados cantos do país professaram votos perpétuos de pobreza, castidade e obediência entre os Jesuítas em Feira de Santana (BA)

Ronnaldh Oliveira, via MAGIS BRASIL

O final do mês de janeiro foi de ação de graças para a Companhia de Jesus que acolheu no último sábado, 27, cinco novos jesuítas. Ao final dos dois anos de noviciado em Feira de Santana (BA) foram acolhidos por sacerdotes e irmãos da Província Jesuíta do Brasil. A celebração aberta ao povo, contou também com a presença da comunidade leiga que acompanhou a trajetória dos neoprofessos.

A Eucarística presidida pelo Provincial da Companhia, Padre Mieczyslay Smida, SJ, levou os presentes a refletirem acerca da obediência e do discernimento.

“Os cinco foram acolhidos porque acreditamos que aquilo que sentem devem levar adiante. Devem responder plenamente com outras provas e agora serão provas não mais pela própria vontade simplesmente, mas depois dos votos, também pela obediência”, disse padre Smyda.

O provincial ainda aludiu aos presentes que a vida dos jesuítas precisa ser atraente: “a nossa vida precisa atrair. Que aquilo que vivamos não seja falso, mas que seja atrativo e agradável para a juventude, principalmente para a juventude!”.

Lema

O lema escolhido pelos jovens para viverem a consagração foi retirado do Evangelho de São João “Onde eu estiver eles estejam comigo”(cf Jo 17,24)

Após o noviciado

Os novos Jesuítas após professarem os votos foram destinados para a cidade de Belo Horizonte (MG) onde continuarão o percurso formativo proposto pela Companhia de Jesus.

Vocações Jesuítas

Os projetos da Rede Inaciana de Juventude – MAGIS Brasil são instrumentos de animação vocacional que conduzem o jovem a buscar o sentido da vida e seu lugar na construção do Reino. Suas ações provocam os jovens a aprofundar a fé, comprometendo-se com o projeto de vida de Jesus. Assim, são desencadeados processos que levam à construção do projeto de vida pessoal, iluminado pelos apelos do chamado do Jovem de Nazaré.

Dentre os jovens inquietos vocacionalmente, os rapazes que sentem o desejo de conhecer e aprofundar a vocação à Companhia de Jesus são acompanhados individualmente ou em grupo (Grupo de Acompanhamento Vocacional Inaciano – GAVI). O processo do acompanhamento é personalizado e o tempo de duração depende da caminhada de cada jovem em particular.

Compartilhar.

Deixe uma resposta