Rede Inaciana de Juventude participa de Simpósio enviando quatro participantes, entre eles o Secretário para Juventude e Vocações

Via FAJE

Juventudes: realidades e perspectivas foi o tema do XVIII Simpósio Internacional Filosófico-Teológico da Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia (Faje) e X Simpósio de Ciências da Religião da PUC Minas, realizados no campus da Faje, em Belo Horizonte (MG), entre os dias 04 e 06 de outubro. O evento reuniu cerca de 300 inscritos, que participaram de conferências, painéis, seminários e comunicações que aprofundaram a reflexão e o debate sobre relevantes questões que envolvem as realidades das juventudes latino-americanas na contemporaneidade.

A diversidade dos temas abordados e a representatividade dos conferencistas mostrou como a questão das juventudes deve ser contemplada tanto pelo contexto acadêmico, por meio de pesquisas e estudos, quanto pelos campos da cultura, da educação e da sociedade de uma forma ampla e, particularmente, pela pastoral.

Para o reitor da Faje, Prof. Dr. Elton Vitoriano Ribeiro, SJ, o Simpósio teve uma dupla intenção. Primeiro, abordar uma dimensão importante da vida das sociedades que é a vida das juventudes em suas diversas realidades e em suas mais variadas perspectivas. Segundo, discutir uma das Preferências Apostólicas que é “acompanhar os jovens na criação de um futuro cheio de esperança”. Para ele, “ambas as intenções se uniram no Simpósio, nos ajudando a refletir, esclarecer e aprender com os jovens e com as pessoas que trabalham com os jovens para juntos construirmos um futuro melhor”.

A conferência de abertura foi apresentada pela Profa. Dra. Martha Bonilla, da Universidad Javeriana (Colômbia) e do curso de Pós-graduação em Juventude da Faje, sobre “Contextos Juvenis na América Latina”. No segundo dia, a conferência teve o tema “Juventudes e Educação no Brasil”, apresentado pela Profa. Dra. Licínia Maria Correa (UFMG), seguida dos painéis sobre “Coletivos Juvenis: Um espaço contemporâneo do protagonismo juvenil”, com a Profa. Ma. Giovanna Isabel Fernandes Costa (Instituto Pastoral da Juventude – IPJ– e CNBB) e o Prof. Dr. Sebastião Everton de Oliveira (IPJ, CNBB e Faje) e “Juventudes, Violência e Processos Socioeducativos”, com os Profs. Drs. Jacqueline Moreira (PUC Minas) e Carlos Roberto Drawin (Faje). No terceiro dia, o Prof. Dr. Paulo Agostinho Nogueira Baptista (PUC Minas) falou sobre “Juventudes e Religião” e apresentou dados e reflexões interessantes sobre o comportamento da juventude no Brasil em relação às práticas religiosas. O último painel teve o tema “Juventudes, tecnologias digitais e novas linguagens”, com a Prof. Maria Graziela Cruz (Faje) e o Prof. Dr. Cláudio Magalhães (PUC Minas).

Os participantes também se dividiram em cinco seminários com os temas: As esperanças que mobilizam os jovens na Pastoral da Juventude em contexto metropolitano; Crescer até a estatura de Cristo: contribuições psico-espirituais para o amadurecimento cristão dos jovens; Oficina de acompanhamento a adolescentes e jovens; Jóvenes, Cultura y Religión: Las identidades, creencias y práticas religiosas entre jóvenes universitários; e Para onde vão as juventudes? A contribuição de João Batista Libanio.

Compartilhar.

Deixe uma resposta