Os 22 alunos debruçaram-se em Belo Horizonte/MG nos estudos mais atuais sobre juventude para melhor acompanhar a etapa de maior desenvolvimento da humanidade.

Robson de Oliveira, via MAGIS BRASIL

Julho é sinônimo de descanso para muita gente, mas para tantas outras é sinal de estudo, comprometimento e entrega pelas e com as juventudes. No último dia 10 de julho a 12ª turma da Especialização em Juventude no Mundo Contemporâneo iniciou seu primeiro de três módulos com 22 alunos na Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia (FAJE) em Belo Horizonte/MG, dentre eles quatro jovens representando a Rede Inaciana de Juventude – MAGIS BRASIL.

 Organizada pela Rede Brasileira de Centros e Institutos de Juventude e coordenada pelo Instituto de Pastoral de Juventude Leste 2, teve como objetivo construir referenciais para compreender o fenômeno juvenil no mundo contemporâneo e capacitar profissionais e pesquisadores que atuam com as juventudes. Preocupados em construir um futuro cheio de esperanças para e com as juventudes, membros do Espaço MAGIS Manresa (PR), Espaço MAGIS Padre Fayos (CE), Espaço MAGIS Popó (BA) e Centro MAGIS Anchietanum fizeram-se presentes e comprometidos, desde já atuarão com mais eficácia em suas realidades.

I Módulo

Neste primeiro módulo as reflexões enfocaram os contextos juvenis na América Latina e as suas Políticas Públicas de Juventude, Sociologias de Juventude, Juventude e Educação e Pedagogias de Trabalho com Jovens.

A Secretária Nacional da PJ (Pastoral da Juventude) e aluna da pós, Wanessa Freire afirmou que sempre foi um sonho realizar essa especialização e ao finalizar a primeira semana de curso, percebeu que seu sonho não era atoa, “é fundamental entender a condição Juvenil na contemporaneidade, a partir da construção histórica do que é ser jovem em cada período até chegar nos dias atuais, para assim de forma mais efetiva pensar com e para nossas juventudes, nossas ações e atividades, com um olhar mais profundo da realidade.”

O Assessor de pastoral do Centro MAGIS Anchietanum e também aluno da pós-graduação, Robson da Sila Oliveira, elencou que o primeiro módulo foi essencial e basilar para a compreensão do conceito de juventude como uma categoria socialmente produzida e “a partir disso desconstruir imagens e preconceitos sobre a situação juvenil como um processo de conversão do olhar.

Já a professora Associada da Faculdade de Ciências Políticas y Reações Internacionais da Pontifícia Universidade Javeriana -Bogotá/Colombia e diretora do Observatório Javeriano, Martha Lucía Gutiérrez, destacou que a “Especialização em Juventude no Mundo Contemporâneo é uma alternativa de formação que tem especial destaque no panorama dos estudos de juventude e no fortalecimento dos processos juvenis no Brasil e América Latina. Trabalhar com e pelas juventudes é um propósito ético, político e social necessário para os tempos atuais.  Revisar os logros, possibilidades e desacertos das políticas públicas de juventude na América Latina é um caminho indispensável para compreender as realidades das juventudes e as dívidas sociais e estatais com os jovens deste continente”.

A professora concluiu ainda que gerações mais integradas, participativas e que são construtoras de novas sociedades, exigem um amplo conhecimento de profissionais que trabalham em diversos campos de juventude e procurem atingir estes pressupostos.

A Especialização em Juventude Contemporânea continua. Além das leituras indicadas, os alunos se encontrarão em outubro e novembro para aulas virtuais que acontecerão entre os módulos. Em janeiro de 2024 estarão presencialmente na FAJE para continuar este caminho formativo em torno das reflexões sobre as Juventudes.  

Compartilhar.

Deixe uma resposta