O Programa MAGIS Brasil participará da 13º edição do Fórum Social Mundial (FSM), que será realizada em Salvador (BA), entre os dias 13 e 17 de março. Jesuítas, colaboradores e jovens participantes da Rede Inaciana de Juventude de diversas regiões de nosso país farão parte da delegação do Programa no evento, que também promoverá duas mesas de debate e o ato inaugural da Campanha nacional ‘’Ser mais consciente’’ em terras baianas.

O FSM 2018 reunirá cerca de 60 mil pessoas, de 120 países, para debater e construir, conjuntamente, alternativas para o enfrentamento das mais diversas desigualdades sociais e injustiças que assolam a nossa sociedade.  Com o lema “Resistir é criar. Resistir é transformar!”, o Fórum se caracteriza por oferecer espaços de comunhão de sonhos, de lutas e de projetos entre diferentes públicos, movimentos e organizações de todo o mundo.

Em sintonia com a campanha ‘’Ser mais consciente’’, buscando desnaturalizar as injustiças e colaborar para que as juventudes brasileiras sejam mais conscientes de seus lugares no mundo, de seus direitos e de suas demandas sociais, o Programa MAGIS Brasil oferecerá ao público do Fórum Social Mundial duas meses de debate, nos dias 15 e 16 de março. Confira, abaixo, a programação  e as propostas das mesas:

Juventude e enfrentamento da violência

Data: 15/03, às 15h | Local: Anfiteatro da Faculdade de Odontologia (6º andar)

A primeira mesa, que será realizada no dia 15 de março, às 15h, convida os participantes para debater a ‘’Juventude e o enfrentamento da violência’’, reunindo ativistas jovens e adultos para aprofundar o problema da violência (particularmente a de natureza institucional e estatal), que atinge jovens, marcadamente negros e mulheres. Serão debatidas as violações de direitos humanos das juventudes no Brasil, procurando desvelar o funcionamento dos mecanismos que promovem tais agressões, mas também as formas de resistência juvenil.

Juventude e ações coletivas no Brasil e na América latina 

Data: 16/03, às 15h | Local: Faculdade de Farmácia (sala 05)

Depois de junho de 2013 e, mais recentemente, das ocupações das escolas, confirma-se o que alguns pesquisadores do tema indicavam: os/as jovens não rejeitam a política, mas querem reinventá-la. Ao extrapolarem a política institucional, os/as jovens ativistas disputam o sentido de ação política e criam uma nova gramática social, que ainda estamos por decifrar. Durante o Fórum Social Mundial, propomos um debate sobre as ações coletivas juvenis na contemporaneidade, contribuindo para compreender as diferentes formas de ação de jovens no espaço público e seu impacto na construção de um outro mundo possível. Com a participação do prof. Dr. Nilson Weisheimer (UFRB) e de jovens militantes em diferentes movimentos sociais.

#MAGISnoFSM2018: Acompanhe nossas redes

Com mais de 1500 coletivos, organizações e entidades cadastrados, e cerca de 1300 atividades autogestionadas inscritas, o FSM 2018 terá representantes de entidades de países como Canadá, Marrocos, Finlândia, França, Alemanha, Tunísia, Guiné, Senegal, além de países Panamazônicos e representações nacionais. A equipe do Programa MAGIS estará presente, com câmeras e smartphones a postos, para registrar uma parte desta ebulição de redes e de trocas para compartilhar com você.

Acompanhe nossos canais de comunicação:  Site  |  Facebook  |  Twitter 


Texto: Bruno S. Alface | Informações: FSM 2018 / Programa MAGIS Brasil

Compartilhar.

Deixe uma resposta