Redação Magis Brasil – com informações de Vatican News

Imagine-se em 1942, na África do Sul. O país está sob o jugo do apartheid, um sistema brutal de segregação racial. Nesse cenário, surge um jovem chamado Nelson Mandela, um “causador de problemas”, como sugere seu nome original, Rolihlahla. No entanto, esses “problemas” eram, na realidade, confrontos audaciosos contra a ordem estabelecida, batalhas incansáveis pela justiça e igualdade.

Mandela, um jovem da nobreza dos thembu, um povo que pertencia à etnia xhosa, não se intimidou diante da realidade do apartheid. Ele decidiu lutar. Tornou-se um ativista, um protagonista em um cenário de opressão e injustiça. Ele se juntou ao Congresso Nacional Africano (CNA) e liderou uma campanha de desobediência civil contra as autoridades brancas da África do Sul.

A história de Mandela é uma lição de protagonismo. Ele nos ensina que não importa quão jovem você seja, ou quão difícil seja a situação política, você pode fazer a diferença. Ele nos mostra que os desafios podem ser superados e que a fé e a convicção podem nos levar a lugares que nunca imaginamos.

Mandela enfrentou adversidades complexas. Foi perseguido, preso e condenado à prisão perpétua. Mesmo atrás das grades, ele não perdeu a fé nem a convicção de que estava fazendo a coisa certa. Ele passou 27 anos na prisão, mas nunca deixou de acreditar em sua causa.

Quando finalmente foi libertado, Mandela não buscou vingança. Em vez disso, ele escolheu o caminho do perdão e da reconciliação. Guiou seu país no processo de reconstrução e reconciliação democrática, tornando-se o primeiro presidente negro da África do Sul. Mandela, que nos ensinou que “sempre parece impossível, até que seja feito”, mostrou a todos que mesmo as maiores dificuldades podem ser superadas com dignidade, coragem e amor. O Papa Francisco o descreveu como “um profeta de paz, amor e justiça”.

No dia em que o mundo celebra Mandela, queremos usar de seu exemplo para incentivar as jovens lideranças que precisam de mais voz em nosso país. É papel do MAGIS Brasil incentivar esses jovens a serem protagonistas onde estão, a partir de suas histórias e classes sociais. Estamos aqui para ajudá-los, incentivá-los e visibiliza-lo diante do seu sonho de transformar o mundo.

Como disse o Papa Francisco: “É triste ver um jovem parado, que vive, mas vive como um vegetal. Me dá muita tristeza no coração os jovens que se aposentam aos 20 anos! Sim, envelheceram cedo… Viver, não apenas sobreviver!”. “Sonhem coisas grandes. Sonhem que com vocês o mundo pode ser diferente. Se vocês derem o melhor de si mesmos estão ajudando o mundo a ser diferente”.

Nelson Mandela foi um protagonista e ficou com o seu nome marcado na história da Humanidade. Agora, é a sua vez de sonhar coisas grandes, de acreditar que o mundo pode ser diferente e de dar o melhor de si mesmo para ajudar a transformar o mundo. Seja o protagonista da sua história, assim como Mandela foi da dele e do país que defendeu!

Compartilhar.

Deixe uma resposta