Dividido em quatro encontros, o curso teve como objetivo formar pessoas para acompanhar tendo como base o livro “Acompanhamento espiritual de jovens à luz da Espiritualidade Inaciana”.

Durante esse segundo semestre de 2022, o Programa MAGIS Brasil, ação da Rede Inaciana da Juventude, realizou o Curso Básico de Formação para Acompanhamento Espiritual de Jovens à luz da Espiritualidade Inaciana. A atividade online contou com a participação de colaboradores e colaboradoras dos vários Espaços e dos Centros MAGIS espalhados pelo Brasil. Foram quatro encontros entre os meses de julho e outubro.

A atividade formativa atende a uma demanda nacional e foi realizada a partir do Eixo Exercícios Espirituais. Os encontros proporcionaram, segundo os participantes, um aprofundamento sensível e sistematizado sobre esse ministério tão importante para a espiritualidade inaciana. Foram trabalhados temas como a definição do acompanhamento espiritual inaciano, especificidades dos Exercícios Espirituais de Santo Inácio e realidades juvenis.

“Testemunhar essa experiência de encontro ou fazer parte da caminhada para que ela ocorra é poder saborear, unindo a experiência do/a irmão/ã à nossa, as raízes do amor de Deus, aquela forma sutil e individual com a qual Deus se apresenta para nós e nos chama a caminhar lado a lado. Acho que esse é meu entendimento do acompanhamento e, com o curso, percebi que isso me chama”, comenta Taís Bezerra, do Centro MAGIS Inaciano da Juventude (CIJ), Fortaleza/CE, participante do curso.

A atividade formativa contou com espaços de interação, momentos de oração, além de oficina para uma maior aproximação desta arte humana em que o próprio Espírito age. Dicler Cardoso de Abreu, do Centro MAGIS Anchietanum, São Paulo/SP, que compôs a equipe que pensou e aplicou a atividade, lembra que “foi muito bom para toda a equipe ver tanta gente interessada em saber e aprofundar sobre o acompanhamento”.

Para Dicler, “não pode valer uma máxima de que basta ter feito os Exercícios Espirituais para acompanhar. Isso não tem nada de inaciano. Realmente essa é uma demanda grande: pensar, refletir, trocar experiências, desejos e receios sobre a arte e o ministério de acompanhar, estar presente, estar junto”, pontua.

Parte da equipe do Curso (da esquerda para direita: Clara Mabeli, Thaís Sanches, Daniele Sousa e Dicler Abreu).

“O curso foi muito importante para mim. Veio ao encontro de uma necessidade que tenho de aprofundar a formação para melhor experimentar o discernimento em minha vida e melhor servir aos jovens e adultos que desejam acompanhamento. O conteúdo, os materiais e a abordagem foram muito bons. A capacitação, docilidade e generosidade da equipe ajudou muito”, partilha Shirlei Santos, do Espaço MAGIS Rio, participante do curso.

Já para Isaac Oliveira, do CIJ, “o Curso para Acompanhamento foi uma oportunidade de amadurecimento na fé, tendo os Exercícios Espirituais como base para minha forma de rezar. Acompanhar espiritualmente é ter empatia e cuidado com o outro, sempre respeitando sua autonomia”.

Com essa proposta de formação a partir do Programa MAGIS Brasil, anseia-se motivar, oferecer suporte e ampliar horizontes acerca da importância do acompanhamento espiritual para jovens.

Compartilhar.

Deixe uma resposta