Momento de reflexão foi realizado na Casa de Retiros Irmão Vicente Cañas e conduzido pelo Escolástico Jesuíta, Fabrício Vassoler, SJ

Felipe Moura – Via Espaço MAGIS Manaus

Entre os dias 1º e 3 de dezembro, a Casa de Retiro Irmão Vicente Cañas acolheu o Retiro Inaciano para Jovens. Conduzido pelo Escolástico Jesuíta, Fabrício Vassoler, SJ, e colaboradores do Espaço Magis Manaus, o evento reuniu 21 jovens em um fim de semana repleto de reflexão e espiritualidade.

O retiro, fundamentado nos Exercícios Espirituais de Santo Inácio de Loyola, buscou proporcionar aos participantes a oportunidade de experimentar o silêncio como meio de conectar-se com Deus. Iniciando na sexta-feira e encerrando no domingo, foram desenvolvidos quatro pontos de oração, abordando o início do processo de caminhada com Cristo a partir do batismo e traçando uma trajetória de reflexão sobre a Vocação e Missão. No sábado, a programação culminou com o lucernário, onde mantras e reflexões aprofundaram o momento de oração, elevando os pensamentos dos jovens para Deus à luz das velas.

Marcio Fernandes, representando o Serviço Inaciano de Espiritualidade (SIES), e a Irmã Maria Couto, da Congregação Missionária do Santo Nome de Maria, também estiveram presentes. Ambos desempenharam papéis essenciais no acompanhamento espiritual dos participantes, contribuindo para uma experiência enriquecedora.

Leiliane Alves, que participou do retiro, compartilhou um breve relato sobre sua experiência: “O desejo que tive, foi de insistir em convidar mais jovens para essa oportunidade de participar e sentir tudo aquilo que eu pude sentir e o que me foi proporcionado, mas ao mesmo tempo, também entender que para cada um vivenciar essa experiência, é preciso buscar intimamente no seu tempo.”

Marcela Alvez, que veio do município de Novo Aripuanã/AM, comentou: “Cheguei no retiro com o medo de não conseguir silenciar, mas, chegando lá foi tudo muito diferente do normal, me senti em casa, como se fosse tudo preparado para estar lá.” Também enfatizou o poder do silêncio e da oração ao dizer que “Silenciar e escutar a voz do coração foi incrível”, o que lhe permitiu rezar seu projeto de vida e sentir a presença de Deus.

No domingo, o Padre Alex Palmer, SJ, contribuiu com a missa de encerramento, marcando o fim das atividades deste ano.

Compartilhar.

Deixe uma resposta