A pandemia de coronavírus que o mundo enfrenta interpela cristãos e cristãs a acompanharem Jesus em seu caminho à vida. A Via-Sacra, o caminho sagrado, difícil e cheio de esperança, de Jesus, inspira-nos a viver a via-sacra de todos nós, no mundo inteiro, diante do enfrentamento da doença. O caminho d´Ele, sabemos, não se encerra na cruz, mas na vida, que resiste à morte. Convidamos todos e todas a entrarmos em sintonia espiritual e orarmos em intenção comum pelo fim da epidemia, pelos doentes, pelos que cuidam dos doentes, pelos que estão recolhidos em casa, pelas autoridades responsáveis por criar medidas de contenção da pandemia.

Entraremos em oração comum, nesta sexta-feira, dia 1º de maio, às 20h. Cada um de suas casas, estaremos unidos, como comunidade dos seguidores e seguidoras de Jesus de Nazaré, que consola e convoca à vida.

Você pode fazer o momento de forma individual, se estiver só; ou convidar seus familiares para rezarem junto com você.

 

Esperança em Cristo

Ambientação: acenda uma vela, diminua as luzes, silencie o celular e procure conectar-se consigo mesmo/a, com as pessoas que estão com você, com as outras que estão rezando em outras partes do país e com Deus. É um momento de sentir que “tudo está interligado”.

Preparação: encontre uma posição confortável. Respire, profundamente, várias vezes. Tome consciência que está na presença de Deus.

Recordação: traga à memória as notícias, as imagens vistas ao longo do dia, as pessoas e perceba como está seu coração. Sinta os sentimentos, os pensamentos. Ouça seu coração. Se ajudar, você poderá tocar no seu pulso para sentir o pulsar de seu coração. Se estiver com sua família, podem fazer um breve momento de partilha desses sentimentos e pensamentos.

Inspiração evangélica: “E eis que, nesse mesmo dia, dois dentre eles se dirigiam para uma aldeia chamada Emaús […] Então os seus olhos se abriram e eles o reconheceram […] E disseram um ao outro: não ardia em nós o nosso coração quando ele nos falava no caminho e nos explicava as Escrituras?” (Lucas 24, 13.31-32). Hoje, somos convidados/as a rezar e a agradecer por todas as pessoas que são sinais de ressurreição em nosso meio, promovendo a esperança.

Preces:

  • Senhor, suplicamos por todos/as nós, para que possamos reconhecer os sinais do Cristo Ressuscitado em nosso meio e testemunhá-lo, em meio ao sofrimento. Rezemos.Senhor, escutai a nossa prece.
  • Senhor, pedimos que, em meio ao isolamento, os/as doentes possam sentir ainda mais o seu amor redentor, manifesto no Cristo Ressuscitado. Rezemos.
  • Senhor, pedimos que, nesse momento de medo e sofrimento, aumente nossa fé, dê saúde aos nossos corpos e conforto aos nossos corações. Rezemos.
  • Senhor, pedimos por toda a humanidade, que, tantas vezes, tomada pela “avidez do lucro”, ignorou os sinais da natureza e o clamor dos pobres. Que diante do mal comum que agora nos ameaça a todos/as, cresçamos na solidariedade e nos comprometamos com o bem comum, revendo nossos projetos e nossas prioridades. Rezemos.
  • Senhor, pedimos pelos/as cientistas do mundo todo que se dedicam a pesquisar as soluções médicas para a pandemia e aos/às governantes, responsáveis por medidas de contenção da crise. Inspira-lhes com o espírito de sabedoria, ânimo e senso de responsabilidade pública. Rezemos.

Gesto concreto: Vivemos num tempo de obscuridade e medo. A fé nos dá e devolve a esperança. Acreditar que Deus nos inspira e nos conduz. Não podemos desistir, pois o Espírito nos guia e guiará as pessoas. Diante das dificuldades, não se desespere, mas reze para que possa encontrar a luz e o caminho para resolver, com a ajuda de Deus, o que deve resolver. Seja sinal de esperança.

Pai-Nosso

Oração Final: Senhor, dá-nos a graça da sensibilidade. “Onde houver desespero, que eu leve a esperança; onde houver tristeza, que eu leve a alegria; onde houver trevas, que eu leve a luz”. Dá-nos coragem para amar e servir. Por Cristo, Senhor Nosso. Amém.

 

Compartilhar.

Deixe uma resposta